Exames Realizados

fundo parallax
 

Exame Anatomopatológico

Peças cirúrgicas ou pequenos fragmentos de pele, estômago, intestino etc, preservados em líquido conservante (Formol a 10%) serão submetidos a análise macroscópica, quando serão contados, pesados, medidos e descritos minuciosamente, seguindo para o processamento histológico habitual para realização de cortes seriados em blocos incluídos em parafina. Tais cortes serão posteriormente corados e analisados microscopicamente pelo médico anátomo-patologista. Em casos específicos, métodos radiográficos complementares poderão ser utilizados.

Colpocitologia Oncótica (Papanicolaou)

Importante método para detecção precoce do câncer de colo uterino e, principalmente, das suas lesões precursoras. Os esfregaços obtidos do próprio colo e do fundo de saco vaginal, colhidos no consultório médico, fixados imediatamente e posteriormente corados, serão analisados quanto a sua celularidade e flora, permitindo um diagnóstico acurado. Controles de qualidade interno e externo, garantem a fidedignidade do exame.

Citologia Hormonal

Método utilizado para avaliação do estado hormonal da paciente, através da análise do raspado do terço posterior da parede lateral da vagina no 7°, 14° e 21° dia do ciclo hormonal.

Punção Aspirativa

Método cuja finalidade é determinar processos inflamatórios, hiperplásicos ou neoplásicas de numerosos órgãos, na sua maioria superficiais. Por possuir uma significante sensibilidade, ser minimamente invasivo e realizado com no máximo uma anestesia tópica, é utilizado de rotina em nódulos mamários e tireoideanos além de linfonodos, reduzindo em muito procedimentos mais agressivos.

Citologia Geral

Importante método de investigação de câncer nas mais variadas localizações através da análise de líquidos e secreções, como escarro, urina, secreção mamária, lavado e escovado brônquico, líquor, líquido pleural e peritonial.

Painel Imuno-histoquímico

Método utilizado para determinar a origem de neoplasias malignas indiferenciadas e subtipagem de linfomas. Necessário, muitas vezes essencial para determinação da terapia mais adequada no tratamento do câncer.

Captura Híbrida

Método ultra-sensível para a detecção de alguns microorganismos, como por exemplo os vírus do Papiloma Humano (HPV), a Chlamydia e a Neisseria sp através da amplificação gênica. Aplicado mais comumente na diferenciação entre os subtipos ALTO e BAIXO RISCO (para desenvolver Câncer do Colo Uterino) do HPV.